TUTORIAL E DICAS

Saudações jovens MITHOS e aspirantes!

Nessa seção lhes trago um pouco do meu trabalho, compartilhando na intenção e esperança que você possa aprender um pouco mesmo com meu humilde conhecimento, e mais precisamente, com meu trabalho. Talvez possa parecer insignificante para a grande maioria, mas se um leitor aprender algo e tirar algo desse conhecimento, já estarei satisfeito.

Eu não tenho pensamentos egoístas, tais como rivalidade ou competição, pelo contrário, eu gostaria muito de ver mais escritores brasileiros surgindo, e enriquecendo o nosso meio literário com obras de fantasia e ficção para o público adulto/adulto-jovem, e acredito que assim como um copo d'água, conhecimento não se nega a ninguém.

Com isso em vista, gostaria de explicar como faço minhas criações desde texto até minhas ilustrações, na esperança que isso, como já disse anteriormente, possa ajudá-los a criar suas bases nesse meio tão complexo da criação de uma obra.

Então, vamos à elas:

Gerais:

1- Embora hoje em dia a tecnologia esteja cada vez mais presente, com notebooks, computadores, tablets, iphones, nada substitui o bom e velho papel e caneta. Tenha sempre um pequeno bloco ou agenda de bolso com você. Às vezes uma ideia brilhante pode surgir no pior momento possível, no trabalho ou na escola, você pode rapidamente anotar o lembrete, e não deixar que essa ideia morra antes de se formar.

     

2- Não cometa os mesmos erros que cometi ao iniciar. Ter a ideia e já sair escrevendo, e depois ter que reescrever e mudar diversos trechos e acontecimentos. Primeiro, organize suas ideias, liste tudo que você planeja que irá acontecer, separe em tópicos, organize-os numa linha de acontecimentos, só então, comece a escrever os capítulos, e deixe preferencialmente para nomeá-los após terminar.

    

3- Leia, leia muito, livros fora de sua área de preferência, livros "ruins" e bons. Leia.

   

4- Estude o assunto que vai escrever, mesmo que possa parecer simples e sua obra seja uma ficção que lhe permite "inventar", algumas coisas ainda deve ter em mente. Como por exemplo, a lei da gravidade ainda se aplica, a menos que sua história se passe na lua. Ainda assim, leia, pesquise e entenda realmente para decidir como a gravidade se aplica ou não na sua lua ou no planeta que for.

    

5- Por último e não menos importante, nesta parte, não tenha medo de se arriscar. Uma ideia que pode parecer absurda, na verdade pode ser revolucionária e genial. E lembre-se sempre: NÃO TENHA PRESSA. Escreva com calma, elabore com esmero e carinho, dedique-se de corpo e alma e acredite no seu potencial.

Personagens:

 

 

 

1- Tenha cuidado com a quantidade de personagens. Ouvi esse conselho quando ainda estava nos primórdios do projeto, e fui chamado de insano por ter mais de 20 personagens em destaque. Embora tenha sido muito difícil, consegui obter sucesso, dando espaço para cada personagem, trabalhando-os profundamente, com muita cautela e cuidado. Caso contrário, você terá apenas um bando de figurantes cuja existência é descartável.

    

2- "Heróis são belos e vilões são feios". Tome cuidado com esse conceito, muito usado na literatura infantil e até mesmo no cinema. Por mais que isso se encontre em centenas de obras literárias e cinematográficas, já é algo clichê, não existe ambiguidade moral. Mesmo em uma ficção, os personagens devem ser "reais", ser críveis. A aparência não determina a índole das pessoas.

    

3- O processo de criação de um personagem é muito mais complicado do que parece e necessita muito trabalho, a menos que queira personagens vazios e sem personalidade. "O Vilão Malvado que quer dominar o mundo apenas porque quer." "O Herói que faz o bem só porque ele é bomzinho." Pense em pessoas reais. Heróis tem que pagar contas também, comer, trabalhar... Então, ao idealizar um personagem, pense numa pessoa real. Quais as experiências de vida dele? O que fez ele ser do jeito que é? Do que ele gosta? Do que ele não gosta? Como ele fala? Qual o temperamento e pensamento desse personagem? Lembre-se que são as imperfeições que o tornam humano. Os erros, os medos e as características peculiares. Um vício de linguagem, um tique nervoso, uma gagueira em determinada situação, toda essa série de detalhes que vão diferenciar seu personagem e torná-lo "real" na imaginação das pessoas.

    

4- Por último, após pensar em tudo isso e ter a base do seu personagem, pense na aparência. Como falei, são os detalhes que o fazem ser crível: uma ruga, uma cicatriz, uma pinta, uma tatuagem. São os detalhes e as imperfeições que tornam o personagem "perfeito". Eu costumo ilustrar meus próprios personagens, mas se você não é ilustrador, lembre-se de descrever minuciosamente cada detalhe para o leitor, ou para o ilustrador que fará o trabalho, para ter o personagem do jeito que realmente deseja.
Como disse, sendo eu mesmo meu ilustrador, a seguir vou lhes dar um bônus com um personagem da Saga
MITHO (mas não do primeiro livro) em um passo a passo de como o ilustrei.

Este é essencialmente meu material de trabalho. Embora eu, após desenhar, digitalize a imagem e faça a edição, vetorizando no Corel e colorindo no Phoshop, não abro mão do velho papel pra criar inicialmente.

Faço o traçado usando lapiseira 0.3 e uma borracha macia, e finalizo com nanquim usando pena e dezenas de pinceis, de acordo com a situação e necessidade, embora na imagem só mostre alguns. Também utilizo diversos bicos de pena para traços mais delicados ou traçado bruto.

Eu também costumo ilustrar direto no computador, utilizando uma mesa digitalizadora, mas isso apenas para outras artes.

O personagem abaixo também é meu, mas não é da saga. Apenas o escolhi por ter um passo a passo mais simplificado.

O principio é o mesmo do traço no lápis, mas utilizo as camadas do Photoshop.

Primeiro inicio um esboço em uma cor bem clara, para depois criar outra camada e contornar em preto com mais facilidade, para depois colorir e adicionar detalhes, sempre lembrando: dezenas de camadas, uma para cada cor ou detalhe.

Abaixo já podemos ver as etapas bem puladas e resumidas desde a base até a finalização.

E é isso, caros MITHOS! Agradeço de coração por quem me honrou, dedicando seu tempo nesse pequeno "tutorial", e espero que tenham apreciado e tirado proveito de algo. Foi uma imensa alegria poder compartilhar um pouco do pouco que sei e valeu cada minuto que trabalhei nesse texto. Um grande abraço a todos.

Att. J. M.L. Joke

  • Facebook
  • Instagram

Siga Joke nas redes sociais!

© O MITHO por J.M.L JOKE. - Todos direitos reservados.

A obra e o site são dedicados em memória do Irmão, e eterno amigo Felipe Daniel Premaor(04/03/1988 ~ 16/07/2012)